RTP não é privatizada pelo menos até ao próximo ano

Written by  //  28 de Junho de 2011  //  Especial Eleições Antecipadas, Por Perto  //  No comments

O programa de Governo prevê contenção na RTP1 já em 2012, mas a privatização fica para mais tarde. No documento entregue esta terça-feira no Parlamento, o novo Executivo promete ainda analisar a venda das rádios e da Lusa.

Foi apresentado esta terça-feira o programa do novo Governo onde a posição do Estado na Comunicação Social não é esquecida. Sem surpresas, a privatização dos órgãos de comunicação social públicos é um dos pontos em destaque. “O Grupo RTP deverá ser reestruturado de maneira a obter-se a uma forte contenção de custos operacionais já em 2012”, tudo para poupar recursos aos contribuintes, mas também a facilitar “o processo de privatização”. O programa acrescenta que o plano vai incluir “a privatização de um dos canais públicos a ser concretizada oportunamente e em modelo a definir face às condições de mercado. O outro canal, assim como o acervo de memória, a RTP Internacional e a RTP África serão essencialmente orientados para assegurar o serviço público”

Estas medidas, que actuarão “tanto ao nível do Grupo RTP como da Lusa”, passam também por uma redefinição do que é o “serviço público que inclua, entre outras realidades, a administração e gestão do acervo de memória”.

Em relação à Lusa, não é definido um prazo para concretizar a venda, mas fica a porta aberta à privatização. Diz o programa que “quanto à Lusa, empresa de economia mista, o Estado alienará a sua participação no capital a operadores privados em momento oportuno”.

About the Author

DezInteressante

Para quem se interessa.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm