OE para 2012 será “o mais difícil de executar de que temos memória”

Written by  //  10 de Outubro de 2011  //  Por Perto  //  No comments

Passos Coelho afirmou que o OE para 2012 será “o mais difícil de executar de que temos memória”. Sem comentar as eleições na Madeira, o Primeiro-ministro lembrou apenas que o esforço de recuperação da região terá de ser assegurado pelos próprios madeirenses.

Pedro Passos Coelho afirmou esta segunda-feira que o novo Orçamento de Estado para 2012 será “será seguramente o mais difícil de fechar e o mais difícil de executar de que temos memória em Portugal”. Numa visita à fábrica da Toyota, em Ovar, a propósito das comemorações dos 40 anos de produção, o Primeiro-ministro lembrou novamente o acordo com as entidades internacionais, sendo os objectivos por ele determinados são para cumprir à risca.

Sem comentar as eleições decorridas na Madeira, onde Alberto João Jardim conseguiu mais uma maioria absoluta, apesar do resultado ser o pior dos últimos tempos, Pedro Passos Coelho frisou apenas a situação delicada da região. O líder do PSD disse que a Madeira está “está sufocada pelo peso da dívida”, que “vai demorar muito tempo a ser corrigida” sendo que a recuperação da região estará dependente dos próprios madeirenses. “Não posso deixar de manifestar toda a solidariedade que o país terá, no seu conjunto, relativamente à situação da Madeira, dizendo que o grande esforço de ajustamento, que todo o país está a fazer, tem neste momento na Madeira um peso muito grande que também terá de ser assegurado pelos próprios madeirenses”, concluiu.

Passos Coelho lembrou também o esforço colectivo necessário para ajudar da região. O Primeiro-ministro disse que a situação vivida exige um grande empenhamento, não só dos madeirenses, mas também do futuro Governo que vai ser empossado, no sentido de se resolver uma situação de desequilíbrio muito forte”.

About the Author

Diana Rodrigues

Aspirante a Jornalista, estudo Ciências da Comunicação na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Apaixonada pela escrita e tudo o que ela envolve. Escrevo, leio e danço. Um caderno, um lápis, um livro e um mp3 são objectos essenciais. Fernando Pessoa dizia "Tenho em mim todos os sonhos do mundo", e apesar de não ter pessoas a viver dentro de mim, os sonhos também os tenho.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm