Poupar é a palavra de ordem para o Natal dos portugueses

Written by  //  3 de Dezembro de 2011  //  Natal 2011, Por Perto, Solidariedade e Poupança  //  No comments

Os portugueses vão gastar menos este Natal, revela um estudo. 70 por cento dos inquiridos admitiu que vai controlar mais as despesas, planeando gastar um valor médio de 32 euros em cada prenda.

O Natal vai ser mais contido para 70 por cento dos portugueses, que admitem poupar mais este ano do que em Natais anteriores. A percentagem é “idêntica à dos indivíduos que afirmou que o corte no subsídio de Natal irá ter impacto nas suas compras”, aponta Conceição Caldeira Silva.

A responsável do Observatório Celetem, que conduziu o estudo, reconhece, assim, “uma relação causa-efeito, ou seja, com um poder de compra mais limitado, as intenções de compra/despesa acabam por diminuir”. Para um quarto dos inquiridos, 32 euros é o valor médio a gastar por presente.

A esmagadora maioria dos portugueses efectua compras de Natal ao longo mês que antecede a data, de forma a ter mais hipóteses de escolha e encontrar itens mais baratos. Segundo o estudo, a época de maior consumo é duas semanas antes do Natal, em que 46 por cento dos inquiridos “ataca” as lojas.

No entanto, apenas 12 por cento dos portugueses, na sua maioria jovens, consulta a internet de forma a planear as compras. Para um quarto dos inquiridos, esperar pelos saldos e promoções que acontecem depois do Natal também é uma alternativa de poupança.

O estudo revelou ainda que 76 por cento dos portugueses faz compras de Natal nos centros comerciais. 58 por cento utiliza os super e hipermercados e apenas 45 por cento compra em lojas de comércio tradicional.

About the Author

Cátia Soares

Estudante de Ciências da Comunicação. Sonhadora nata com vontade de aprender mais sobre o mundo e o jornalismo através de projectos tão (dez) interessantes quanto este.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm