Farmácias vão oferecer medicamentos a instituições de solidariedade

Written by  //  8 de Fevereiro de 2012  //  Solidariedade e Poupança  //  No comments

No próximo sábado mais de cem farmácias vão proceder à recolha de medicamentos para depois os distribuírem por instituições de solidariedade. As farmácias que aderiram vão estar identificadas e terão voluntários presentes.

No próximo sábado 112 farmácias em Portugal vão receber medicamentos que serão depois entregues a 65 instituições de solidariedade. A campanha, chamada Banco Farmacêutico, vai durar entre as 9h e as 19h e as farmácias que aderiram vão ter cartazes para além de voluntários que estarão a prestar esclarecimentos. Para além disso, os farmacêuticos vão aconselhar sobre os medicamentos necessários para as instituições ajudadas. Esta campanha tem, portanto, um funcionamento semelhante ao do Banco alimentar.

As farmácias aderentes situam-se nos seguintes concelhos: Leiria, Borba, Torres Novas, Torres Vedras, Olhão, Vila Real de Santo António, Barrancos, Vidigueira, Lisboa, Amadora, Cascais, Oeiras, Loures, Alverca, Almada, Barreiro, Palmela, Sesimbra, Setúbal, Santarém, Almeirim e ainda na ilha Terceira, nos Açores.

Em comunicado, o Banco farmacêutico informa “a entrega dos medicamentos às IPSS é feita no próprio dia ou na semana seguinte à Jornada de Recolha de Medicamentos. Só se aceitam medicamentos novos, comprados na farmácia no dia da Jornada”.

No espaço de três anos 20 mil medicamentos foram oferecidos a 60 instituições e a adesão à campanha continua a aumentar. Segundo Luís Mendonça, presidente do Banco Farmacêutico, “o número de farmácias aderentes tem vindo a crescer, o que mostra já uma grande adesão das pessoas. Penso que da parte dos utentes também haverá. Neste momento de grande dificuldade, as pessoas que podem ajudar irão fazê-lo”.

 

About the Author

Ana Raquel Pinto

Licenciada em Ciências da Comunicação pelo ISCSP sempre vi o jornalismo como uma das melhores maneiras de conhecer o mundo

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm