PS quer aumentar número de utentes isentos das taxas moderadoras

Written by  //  17 de Maio de 2012  //  Por Perto  //  No comments

Na próxima sexta-feira, o Partido Socialista vai propor ao Governo uma revisão do cálculo que é efectuado para apurar o rendimento médio das famílias e avaliar os casos que estão isentos das taxas moderadoras. O objectivo é aumentar o número de utentes dispensados do pagamento deste valor.

Na próxima sexta-feira, o Partido Socialista vai apresentar ao Governo uma proposta que sugere a alteração do cálculo efectuado para estimar o rendimento médio familiar e, consequentemente, avaliar as situações de isenção do pagamento das taxas moderadoras. Com esta medida, o PS pretende alargar o número de utentes que são isentos e evitar que os portugueses deixem de recorrer ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) por motivos financeiros.

Segundo a proposta do Partido Socialista, “o Governo entende que rendimento médio é o rendimento global a dividir pelas pessoas que ganham”, excluindo os membros do agregado familiar que não trabalham, o que deve ser alterado. Para o PS, também a situação dos desempregados deve ser analisada no sentido de também beneficiarem da isenção do pagamento das taxas moderadoras.

Os socialistas consideram ainda que também a questão do transporte de doentes deve ser examinada. Assim, o PS sugere que o transporte de doentes deve ser “isento de encargos para o utente quando a situação clínica o justifique, designadamente no caso de necessidade de tratamentos prolongados ou continuados em estabelecimentos ou serviços do SNS”.     

About the Author

Helena Jorge

Estudo Ciências da Comunicação na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Gosto de ler e escrever. Ambiciono ser jornalista na área da televisão.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm