Publicidade online cresceu mais de dez por cento em todo o mundo

Written by  //  24 de Julho de 2012  //  Tecnociencia  //  No comments

O investimento publicitário na internet continua a aumentar. Só nos primeiros três meses do ano cresceu 12 por cento, com o Brasil a esperar um boom até ao final do ano.

Se há sector que continua a prometer crescer é a internet. A publicidade online tem vindo a aumentar e segundo um estudo da Nielsen cresceu 12 por cento em todo o mundo. Só no Brasil, a previsão até ao final do ano deverá ser de 37 por cento. Os mercados emergentes ajudam nesta tendência, já que mostram ainda algum atraso. Neste ambiente, as empresas online tendem a diversificar mercados e a chegar mais perto dos consumidores.

A verdade é que os utilizadores ainda olham muito para a televisão e a aposta em multi-plataforma é essencial. Um exemplo disso é a OLX, que já tem o título de maior site de anúncios classificados gratuitos do mundo. Está em 96 países, trabalha em 40 línguas e continua a crescer. O portal começou na Argentina e está em Portugal há vários anos. Mas ainda que seja um site, a OLX Portugal aposta na divulgação na televisão. Os dados mostram que os europeus vêem cada vez mais a caixinha mágica, ainda que de formas diferentes.

Desta forma, o portal lançou um anuncio para as televisões tradicionais, mas também está presente noutra forma “de ver televisão”: no Youtube. O canal da empresa tem os diferentes spots de anúncios que podem ser partilhados pelos utilizadores. Este é exemplo de como uma marca procura diferenciar-se no mercado da internet, dentro e fora da rede. A aposta em mercados desenvolvidos é quase que natural, mas em mercados emergentes é estratégico. No Brasil também tem um anúncio de televisão, um sinal claro dos tempos. O investimento online vai crescer neste país mas é a televisão que continua a ser a rainha do mercado dos anunciantes e da atenção das pessoas.

Segundo os números do IBOPE, a publicidade online representa apenas seis por cento do total. Em 2011 registou um total de 2,3 mil milhões de euros. A televisão em sinal aberto ainda está muito consolidada, sendo líder dos investimentos com mais de metade da fatia. Em 2009, existiam no Brasil 498 canais de televisão que chegavam a 95,7 por cento das casas. No primeiro trimestre de 2010, as estações de televisão no país facturaram 1,4 mil milhões de euros em publicidade, um número bastante superior aos quase 1,1 mil milhões registados no período homólogo do ano anterior. Neste período, a TV em sinal aberto chegou a ter uma fatia de 63 por cento do mercado publicitário. E estes números já estão em linha com os resultados do ano anterior. Em 2009, o volume de facturação do mercado de anunciantes foi de 12,7 mil milhões de euros, sendo que a televisão em sinal aberto significou 60,9 por cento, ou seja, 5,7 mil milhões. Em 2011 manteve a quota de mercado de 53 por cento, a mesma do ano anterior, apesar de ter registado um aumento do investimento bruto, ao chegar aos 19,5 mil milhões de euros.

About the Author

Diogo Carreira

Sempre sem juízo, numa luta constante pela liberdade de imprensa e de expressão. Jornalista profissional desde 2008, mas com o bichinho da escrita e da imagem desde os gloriosos anos da primária. O gravador em mini K7 transformou-se num iPhone, a máquina fotográfica de rolo é agora uma digital. O papel e caneta? Esses são os mesmos.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm