MPLA na liderança das eleições em Angola

Written by  //  1 de Setembro de 2012  //  De Longe  //  No comments

O MPLA segue na liderança das eleições em Angola, cujos votos estão neste momento ainda em contagem. José Eduardo dos Santos será assim reeleito para a presidência do país por mais cinco anos.

José Eduardo dos Santos será, segundo os dados apresentados até ao momento, eleito por mais cinco anos para presidência de Angola. Às 15h15 deste sábado, o site oficial da Comissão Nacional Eleitoral de Angola anunciava que o MPLA contava já com 74,46 por cento dos votos, após estarem apuradas 58,74 por cento das mesas eleitorais (do total de 25 359 mesas de voto, estavam já escrutinadas 14 896). A essa hora, com um total de 3 616 658 votos apurados (57,49 por cento da população participou nesta eleição), os votos válidos eram de 3 383 171 (93,54 por cento). Contabilizaram-se 144 213 votos brancos (3,99 por cento), 76 759 votos nulos (2,12 por cento), e 12 515 votos reclamados (0,35 por cento). No mesmo sítio da internet apresentava-se a UNITA em segundo lugar, com 17,94 por cento, e o novo partido CASA-CE (Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral) contava com 4,53 por cento dos votos. Deste modo, o MPLA lidera nas 18 províncias, enquanto o segundo lugar pertence ao partido UNITA em 14 províncias, ao partido CASA-CE em três e ao PRS numa.

Já às 17h30, o mesmo site oficial anunciava que estavam apurados os resultados de 17 782 mesas, o que corresponde a 70,12 por cento. Num total de 4 284 740 votos, contabilizaram-se 4 007 637 votos válidos (93,53 por cento), 92 158 votos nulos (2,15 por cento), 170 268 votos em branco (3,97 por cento) e 14 677 votos reclamados (0,35 por cento). O MPLA segue à frente com 2 970 708 votos, o que representa 74,12 por cento. O segundo lugar continua a pertencer à UNITA com 17,83 por cento, e o CASA-CE conta com 4,65 por cento, ocupando o terceiro lugar. Segundo fonte da CNE, os valores da abstenção só serão divulgados no final da contagem.

A votação em Angola, para decidir o novo Parlamento e o Presidente, decorreu na última sexta-feira. O ambiente foi considerado em geral tranquilo, embora tenham ocorrido algumas irregularidades que levaram a uma ameaça de contestação da votação pelo principal partido da oposição, a UNITA. No entanto, ainda nenhuma das formações partidárias reagiu à divulgação dos resultados provisórios.

About the Author

Cintia Costa

O meu nome é Cíntia Tomaz da Costa, frequento o curso Ciências da Comunicação, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. O meu objectivo profissional é perseguir uma carreira no jornalismo. Gosto de escrever e ler, mas tenho interesses noutras áreas, como música, dança e desporto, nomeadamente voleibol. Gosto de viajar e conhecer novos lugares, novas pessoas e novos costumes.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm