Seguro acredita que críticas a alterações à TSU fazem Governo recuar

Written by  //  28 de Setembro de 2012  //  Por Perto  //  No comments

Segundo António José Seguro, o primeiro-ministro só desistiu das alterações à TSU por causa das críticas feitas a esta proposta. Assim, para o líder do PS, Passos Coelho não percebeu que esta medida era “indigna e imoral”.

Esta sexta-feira, António José Seguro fez saber, através da sua página pessoal do Facebook, que considera que o primeiro-ministro apenas desistiu da sua intenção de alterar as regras da TSU devido a toda a polémica que se instalou em torno desta medida. Deste modo, para o líder do PS, Pedro Passos Coelho “só deixou cair a sua proposta porque o país se colocou à sua frente e não por ter compreendido que é indigno e imoral transferir rendimentos do trabalho para financiar as empresas”.

António José Seguro considerou ainda que Passos Coelho não esperava que os empresários criticassem a sua proposta, encarando este facto como um dos principais motivos que fizeram o Governo recuar. “Para o primeiro-ministro os “beneficiários” da sua proposta tinham a estrita obrigação de o apoiar”, afirmou.

About the Author

Helena Jorge

Estudo Ciências da Comunicação na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Gosto de ler e escrever. Ambiciono ser jornalista na área da televisão.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm