“Portugal precisa é de romper com a Troika”

Written by  //  29 de Setembro de 2012  //  Por Perto  //  No comments

Para o coordenador  do BE, “estes ministros são embaixadores de protectorado”. Por isso, Louçã desvaloriza a ideia de Pedro Passos Coelho remodelar o Governo e diz que o essencial é “romper com a política que está a empobrecer o país”.

Depois de saber que o primeiro-ministro pensa remodelar o governo, Francisco Louçã, coordenador do Bloco de Esquerda (BE), defende que “Portugal precisa é de romper com a Troika, não é de uma remodelação governamental, uma pequena dança de cadeiras é uma brincadeira de crianças”. Para o político e economista é sim fundamental “romper com a política que está a empobrecer o país”, ou seja, “anular a dívida, recuperar a economia e reconquistar uma orientação política”.

Francisco Louçã informou ainda que “de segunda-feira a uma semana o ministro das Finanças vai apresentar no Ecofin o Orçamento do Estado que ainda não apresentou em Portugal e vai-lhes dar garantias de impostos que nos está a esconder”. Assim, o bloquista defende que “neste momento, os ministros já não sabem se são ministros, já não tomam decisões, [eles] obedecem, cumprem”. “Isto não é gente para ser levada a sério, estes ministros são embaixadores de protectorado”, acrescentou ainda.

De acordo com o semanário Expresso, Pedro Passos Coelho está a pensar remodelar o governo e prevê-se que as mudanças atinjam sobretudo os ministros Miguel Relvas e Álvaro Santos Pereira. O semanário informa ainda que já têm sido apontados alguns nomes para as substituições e que se tem aconselhado a entrega da pasta da economia ao CDS-PP.

About the Author

Florbela Lourenço

Vinda do interior do país, estudo Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa. Gosto de ler, escrever e observar o que me rodeia. Tenho como objectivo trabalhar na área do jornalismo, sobretudo em televisão e/ou imprensa.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm