Portugueses saem à rua para mostrar cartão vermelho ao Governo

Written by  //  2 de Março de 2013  //  Por Perto  //  No comments

ManifOs portugueses aderiram em força à manifestação “Que Se Lixe a Troika”, em Lisboa. Não se sabe ao certo quantas pessoas marcaram presença na capital. Entre 400 mil e um milhão e meio, foram vários os números avançados durante a tarde.

A manifestação “Que Se Lixe a Troika” conduziu os portugueses até à capital. Apesar de a dimensão do protesto não ter atingido as metas esperadas pela organização, a manifestação marcou a diferença por se ter repetido além fronteiras, em cidades como Paris e Londres. Contra os cortes no emprego, saúde e educação, foram milhares os que invadiram as capitais para fazerem ouvir o seu descontentamento e exigirem a demissão do Governo.

“Há um saque às nossas bolsas e contas bancárias. Vim em protesto pedir a demissão do nosso Governo, é insustentável esta situação”, disse um dos membros do Partido dos Animais e da Natureza (PAN), Orlando Figueiredo, em declarações ao DezInteressante. Apesar de marcar presença na manifestação, Orlando Figueiredo não acredita que o protesto vá trazer grandes resultados. “Parece que temos um Governo surdo, mas são estas as ferramentas que temos, é com elas que temos de trabalhar. Espero que o Governo se enxergue, literalmente, e que mudem a política de saque a que nos têm sujeitado nos últimos dois anos”, afirmou o representante do PAN.

Também foram muitos os jovens que percorreram as ruas de Lisboa com faixas e cartazes. Prejudicados com os sucessivos cortes no ensino superior, os alunos da Faculdade de Ciências e Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL) deram nas vistas com a faixa: “Que se lixem as propinas. AEFCSH a lutar pela educação”. “Viemos à manifestação para dizer que os estudantes da FCSH estão descontentes com estas políticas que vão contra o direito ao ensino superior, que devia ser um direito para todos como está consagrado na Constituição”, acrescentou a presidente da Associação de Estudantes da FCSH-UNL, Sofia Lisboa.

About the Author

Cátia Carmo

Praticante assídua de vários tipos de desporto e amante da escrita, desde os meus 11 anos que decidi lutar para conjugar, profissionalmente, estas minhas duas paixões através de uma só: o jornalismo. Agora estudante de Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa vejo, aos poucos, o sonho a tornar-se realidade.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm