Tailândia vai combater o comércio de marfim

Written by  //  12 de Março de 2013  //  De Longe  //  No comments

A Primeira-Ministra da Tailândia garantiu criar uma medida de protecção para os elefantes e acabar com a venda de marfim. O país asiático é o segundo a nível mundial onde mais se vende este tipo de mercadoria.

A Tailândia vai procurar eliminar o comércio de marfim, garantiu Yingluck Shinwatra, a Primeira-Ministra do país, durante a abertura da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas. A líder comprometeu-se a lutar pelo fim do comércio do produto na Tailândia e acabar com a sua exportação para outros países.

“Vamos trabalhar com a finalidade de corrigir a legislação nacional, visando colocar um ponto final na venda de marfim e ficar em conformidade com as normas internacionais”, afirmou Shinwatra. Por acordar ficou uma data de início para a restrição ao comércio da mercadoria, naquele que se acredita ser o segundo país onde a venda de marfim mais se pratica.

“Esta medida irá ajudar a proteger todas as espécies de elefantes, em especial os africanos e os elefantes selvagens e domésticos da Tailândia”, acrescentou a Primeira-Ministra. Estima-se que, desde o início de 2012, mais de 32 mil elefantes tenham sido capturados e assassinados ilegalmente por caçadores envolvidos no comércio de marfim.

About the Author

Cátia Soares

Estudante de Ciências da Comunicação. Sonhadora nata com vontade de aprender mais sobre o mundo e o jornalismo através de projectos tão (dez) interessantes quanto este.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm