Pequenas doses de stress ajudam a estimular células cerebrais

Written by  //  25 de Abril de 2013  //  Tecnociencia  //  No comments

stressSituações pontuais de stress estimulam o cérebro, aumentando a produção de novos neurónios, revela um estudo. Esta sensação é importante para a sobrevivência e a propagação da espécie humana.

O stress, se sentido de forma moderada, ajuda a estimular o cérebro, acreditam os investigadores da Universidade de Berkeley, nos EUA. Os ratos submetidos em laboratório a situações stressantes apresentaram um aumento na produção e activação de neurónios.

“O stress é um mediador potente e essencial do comportamento dos mamíferos”, melhorando o desempenho cognitivo e comportamental, pode ler-se no relatório. “A resposta adequada a um factor percepcionado como stressante facilita a sobrevivência […] e a propagação da espécie”, acreditam os investigadores.

Em doses elevadas, o stress produz o efeito inverso, apresentando “consequências adversas à saúde”, alerta a equipa. Os problemas cardiovasculares, a depressão e a obesidade são algumas das doenças agravadas por prolongadas sensações de stress.

About the Author

Cátia Soares

Estudante de Ciências da Comunicação. Sonhadora nata com vontade de aprender mais sobre o mundo e o jornalismo através de projectos tão (dez) interessantes quanto este.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm