Jovem portuguesa expõe trabalho artístico pela Europa

Written by  //  20 de Junho de 2013  //  Dez.Conversas  //  No comments

541571_432531883448394_783152510_nSó seis  portugueses podiam ser escolhidos para mostrarem os seus trabalhos em dez países da Europa.  Mariana Sampaio, recém-licenciada em artes plásticas, foi uma das seleccionadas. O DezInteressante falou com a jovem para perceber o impacto que este prémio teve na sua vida.

O concurso “Jovem Criação Europeia” leva durante dois anos seis jovens portugueses a mostrarem as suas obras por dez países da Europa. Sendo um concurso bienal de arte contemporânea, a sua finalidade é descobrir novos talentos e promover o diálogo europeu através da cultura.

A inauguração da exposição vai realizar-se em  França, a 16 de Outubro, e continuará pela Europa até Agosto de 2015. Passará pela Lituânia, Eslováquia, Hungria, Áustria, Itália, Alemanha, Holanda, Espanha e, por fim, Portugal, no museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso na cidade de Amarante.

“Desde que comecei o mestrado tenho participado em tudo quanto é concursos”, afirma Mariana Sampaio, recém-licenciada de 21 anos e a frequentar o mestrado na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, a mesma escola onde iniciou o seu percurso em Artes Plásticas.

Mariana Sampaio participou também no programa Erasmus durante seis meses em Birmingham, Inglaterra, onde descobriu a inspiração para o trabalho seleccionado. “Recebi a notícia a semana passada e nunca pensei que poderia ganhar, pensamos sempre que acontece é aos outros. Tenho participado até então em tudo o que é concursos com os trabalhos do meu portefólio. Mandei cinco dos meus trabalhos. Desses, escolheram um que é feito em pele sintética, plástico, feltro e tem serigrafia”, afirmou.

Mariana Sampaio garante que o trabalho seleccionado pelo júri representa o apogeu de tudo o que fez nos últimos três anos. “Acho que foi mesmo o trabalho final. Caracteriza e demonstra tudo o que foi feito e trabalhado anteriormente”, disse. O trabalho que se intitula “Shadow’s Mingle” foi realizado com restos de outros trabalhos sempre na tentativa de reaproveitar material e tendo presente o contexto de crise em que o país se encontra.

A jovem acredita ainda que Portugal tem espaço para jovens artistas e “é uma questão de continuar a lutar sempre para encontrar esse lugar, mesmo no fim de ouvir muitos “nãos”, há que ser teimoso e mostrar que não se desiste, pois o caminho para o sucesso nunca é fácil”. Assim, Mariana Sampaio defende que gostaria de ficar no seu país, considerando que “cá temos tudo”.

No entanto, não rejeita a hipótese de concretizar projectos no estrangeiro. “Teria todo o prazer em ir ao estrangeiro com regularidade quer seja para formação ou exposições. Irei onde a arte me levar”, conclui.

About the Author

Ana Catarina Alves Silva

Jornalismo é contar estórias, é saber contá-las, descodificá-las. Acredito que existem muitas estórias interessantes que ninguém liga ou ninguém dá importância. É para dar a conhecê-las ao mundo que o jornalista serve, aprendi isso na terra onde estudo jornalismo, Portalegre, uma cidade do interior de Portugal.

View all posts by

Leave a Comment

comm comm comm